MENSAGEM DO PÁROCO – SOLENIDADE DE SÃO PEDRO E SÃO PAULO APÓSTOLOS

“Eis os santos que, vivendo neste mundo, plantaram a Igreja, regando-a com seu sangue, beberam do cálice do Senhor e se tornaram amigos de Deus.”
Caros irmãos e irmãs, estas palavras são do Missal Romano, antífona de entrada da solenidade litúrgica de São Pedro e São Paulo, conhecida como dia do Papa, sucessor de Pedro.
A figura de Pedro é destacada principalmente na primeira leitura e no Evangelho, a de Paulo, na segunda leitura, mas toda a liturgia abre espaço para falar dos dois, mostrando claramente que Deus está com os seus enviados.
No início dos Atos dos Apóstolos, Pedro declara com franqueza e coragem: “A esse Jesus, Deus ressuscitou e disso todos nós somos testemunhas” (At 2,32), como dizendo: “Eu dou a minha vida por Ele”.
E daquele momento em diante, o anúncio que Cristo ressuscitou se difundiu em todos os lugares e alcançou todos os cantos da terra, tornando-se uma mensagem de esperança para todos.
O Senhor o constituiu fundamento e unidade visível da Sua Igreja e a ele concedeu, misteriosamente, as chaves do Reino dos Céus!
Paulo, foi perseguidor dos cristãos, até ser alcançado pelo Senhor na estrada de Damasco, pregou o Evangelho incansavelmente pelas principais cidades do Império Romano e fundou inúmeras comunidades.
São duas histórias que revelam a grandeza da ação de Deus na natureza humana e suas imperfeições, quedas e limites.
Um pela cruz e outro pela espada, deram o perfeito testemunho de Cristo, derramando seu sangue e entregando a vida em Roma, Pedro, por volta do ano 64 e Paulo, pelo ano 67.

Olhemos para estes líderes e colunas da Igreja, e renovemos o firme propósito de perseverança na fé católica e apostólica que eles plantaram juntamente com os demais discípulos do Senhor, e fiquemos bem atentos para não perdermos a comunhão da única Igreja de Cristo, santa, católica e apostólica, cuja missão é transformar o mundo no Reino dos Céus.
Ambos foram perseverantes e generosos na missão que o Senhor lhes confiou e, entre provações e lágrimas, plantaram a Igreja de Cristo, como pastores solícitos pelo seu rebanho.
Não abandonaram a Igreja, não olharam para trás, não desanimaram no caminho, experimentaram, dia após dia, a presença do Senhor e sua infinita misericórdia.
Viveram profundamente o que pregaram, o Cristo e sua Palavra de Vida, dando tudo por Ele.
Pedro disse com acerto: “Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que te amo” (Jo 21,17), Paulo exclamou com verdade: “Eu vivo, mas não eu: é Cristo que vive em mim. Minha vida atual na carne, eu a vivo na fé, crendo no Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim” (Gl 2,20).
Dois homens, e um amor apaixonado: Jesus Cristo!
Duas vidas, e um só ideal: anunciar Jesus Cristo!
Em Jesus eles apostaram tudo, por Jesus, gastaram a própria vida, da loucura da cruz e da esperança na ressurreição fizeram seu tesouro e seu critério de vida.

Eis a maior de todas as honras e de todas as glórias de São Pedro e São Paulo, eis a grandeza do chamado do Senhor, que através da fraqueza dos seus escolhidos demonstra a força da sua graça.
Eis por que eles são modelos de fé e testemunho de vida para todos os cristãos, e por que celebramos hoje a solenidade do seu glorioso martírio junto ao altar.
Que eles intercedam por nós na glória de Cristo, para que sejamos fiéis como eles foram. Rezemos pelo Papa Francisco, que Deus lhe conceda saúde de alma e corpo, firmeza na fé, constância na caridade e uma esperança invencível.
E também façamos hoje nosso gesto concreto de apoio à missão do Papa, mediante a oferta do óbolo de São Pedro.
Que como Pedro, sejamos um sinal da unidade da Igreja e, como Paulo, anunciadores da alegria do Evangelho a todos.
Que ao final de tudo possamos dizer assim como Paulo, que a nossa vida é como uma batalha ou um esporte de Olimpíada: “Combati o bom combate, completei a corrida, guardei a fé” (2Tm 4,7), falta apenas subir ao pódio e receber a coroa da vitória! AMÉM.

Padre Gildásio do Espírito Santo Lima Tanajura
Paróquia Nossa Senhora do Bom Conselho – Mooca

1 Comentário

  1. Sua benção P. Gildasio.
    Tudo bem com o sr.? Saudades da igreja das missas e principalmente da Eucaristia !!
    Vamos continuar rezando para que tudo isso termine logo !
    Fique com Deus !!

    Responder

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *